INCAPACIDADE DE DIZER NÃO


Aprender a dizer "não", quando necessário, é muito importante para conseguirmos administrar o nosso tempo, ter melhor qualidade de vida e ser mais produtivos no trabalho e na vida pessoal.

Ao assumir todas as atividades que nos são solicitadas, podemos estar nos sobrecarregando e correndo o risco de não cumprir os compromissos anteriormente assumidos e até mesmo as atividades para as quais acabamos de dizer sim.

A cada atividade assumida, precisamos avaliar se esta atividade se enquadra em nossa liste de prioridades e em que posição se encaixará, bem como se teremos tempo de cumprir e não prejudicaremos as anteriormente assumidas.

Quando aceitamos mais atividades do que podemos executar, estamos prejudicando a nossa administração do tempo.

No final das contas, saímos, muitas vezes, no prejuízo. A pessoa que solicitou ajuda resolve o problema dela e nós não resolvemos o nosso.

Falar não está muito ligado ao equilíbrio emocional. A maioria das pessoas é ensinada desde o berço a obedecer aos adultos, o que envolve se submeter aos “nãos” dados pelos adultos e a não falar não.

Pessoas oprimidas na infância, no que diz respeito ao seu não, terão mais dificuldades, quando adultas, de dizer não.

Quem diz sim a todo momento, mesmo contra sua vontade, mostra que não valoriza suas próprias necessidades e prioridades, manifestando claramente sua baixa autoestima.

Essas pessoas, normalmente, não conseguem impor suas vontades. Têm dificuldades de assumir o que pensam; têm medo de serem mal compreendidas e, por isso, rejeitadas. Têm medo de serem criticadas, de não agradarem, de magoarem os outros, de ficarem sozinhas.

Estes medos e dificuldades acabam sendo maiores que a necessidade de se defenderem do que não querem. Com isso, prejudicam a si mesmas.

Tal comportamento também pode ser visto como uma forma de autoproteção: ao dizer sim quando deveria dizer não, a pessoa pode estar se defendendo de um mundo exigente, da crítica das pessoas, da rejeição.

A pressão profissional e de mercado para dar mais resultados e a insegurança no trabalho nos levam muitas vezes a dizer sim, enquanto deveríamos estar dizendo não.

As considerações de limitação do tempo e de prioridades é que devem pautar a nossa decisão de dizer sim ou dizer não.

Na dúvida entre dizer sim ou dizer não, considere os seus compromissos, as suas prioridades primeiro, pois o sim poderá ser a solução do outro e um enorme problema para você.

Mais detalhes no livro “Socorro Não Tenho Tempo”, de Flávio Martins da Costa, Editora Juruá, 2ª Edição Curitiba 2016. www.jurua.com.br Você pode adquirir também em americanas.com e submarino.com


Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square